segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Universidade Federeal do Pará oferta curso de Planejamento e Gestão Pública do Patrimônio Cultural

Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA), com apoio do IPHAN - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional,  oferta mais um curso de formação de Especialistas em Desenvolvimento de Áreas Amazônicas (FIPAM), com ênfase na Gestão de Públicos, na Socialização do Patrimônio e no Turismo Cultural, o curso de Planejamento e Gestão Pública do Patrimônio Cultural.

O curso inscreve-se nas experiências do Programa Internacional de Formação de Especialistas em Desenvolvimento de Áreas Amazônicas ministrado pela primeira vez em 1973, sendo regularmente oferecido desde então. O curso de Especialização em Planejamento e Gestão Pública do Patrimônio Cultural estabelece uma série de mecanismos para proporcionar o ensino dos debates acadêmicos e das técnicas de planejamento e gestão pública do patrimônio, por meio de abordagens sobre as intervenções públicas nesse campo e das formas de planejamento das ações de preservação e, principalmente, socialização do patrimônio cultural.
O processo seletivo ocorrerá em duas etapas: A primeira será a prova escrita, realizada no dia 12 de dezembro de 2014, 9h às 13h, e a segunda etapa será uma entrevista, que ocorrerá nos dias 17 e18 de dezembro de 2014, no horário de 8h às 18h.  O resultado final será divulgado até o dia 23 de dezembro e as matrículas ocorrerão no período de 15 de janeiro a 09 de fevereiro.
O NAEA é um instituto da Universidade Federal do Pará (UFPA) com abordagem interdisciplinar e abrangência internacional. É instituição de referência na formação de recursos humanos em nível de pós-graduação na Amazônia.

Maiores informações através do site:

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Exposições fotográficas movimentam Cabo Frio e São Pedro da Aldeia

A maior exposição com imagens do artista Wolney Teixeira já realizada até hoje será uma contagem regressiva rumo aos 400 anos de fundação de Cabo Frio.

Abertura: 13 de novembro, às 20h
Local: CAV - Centro de Artes Visuais - Cabo Frio




A exposição “Raízes Negras na Aldeia” visa consuzir o visitante à uma reflexão sobre a importância das contribuições da cultura e do povo africano na identidade brasileira. As fotos são de professores e funcionários da Secretaria Municipal de Educação de São Pedro da Aldeia.

Abertura: 13 de novembro, às 20h
Local: Casa de Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, centro – São Pedro da Aldeia


terça-feira, 4 de novembro de 2014

Patrimônio cultural de São Pedro da Aldeia e suas legislações serão tema de palestra

A palestra, com caráter de conversa, visa apresentar e esclarecer as legislações municipais, estaduais e federais referentes à proteção de imóveis e áreas de entorno do Centro de São Pedro da Aldeia, e também discutir os instrumentos jurídicos utilizados para o gerenciamento e reversão da degradação nas áreas protegidas.

Além disso, pensar estratégias para que moradores, comerciantes e agentes imobiliários reconheçam a importância do conjunto para a cidade, passem a atuar também como gestores e defensores deste patrimônio e possam assim, se beneficiar do valor gerado pela preservação.

O evento será no dia 14 de novembro (sexta-feira), às 16h, no Cine Estação São Pedro (ao lado da igreja matriz), no centro da cidade. A entrada é gratuita.







**********************************

Esta palestra é uma ação deste escritório técnico que integra o projeto "Oficina de Estudos da Preservação". Em curso no IPHAN-RJ há mais de 10 anos, o projeto foi executado pela primeira vez na Região dos Lagos em 2011, e desde então, mais de 20 palestras já foram realizadas.


Outras informações pelo telefone (22) 2621-9367 ou pelo

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

I Circuito de Palestras sobre Patrimônio Cultural | UFF - Rio das Ostras

O I Circuito de Palestras sobre Patrimônio Cultural da UFF - Rio das Ostras será realizado nos dias 05, 12, 19 e 26 de novembro, às 18h, no auditório. 

[Inscrição]
http://goo.gl/forms/lp0QGGWtgF

[Local]
Universidade Federal Fluminense - PURO - Rio das Ostras
Rua Recife, s/n, Jardim Bela Vista 

[Dúvidas e informações]
palestraspatrimoniouff@gmail.com


Iphan-RJ lança o "Portal do Patrimônio", aplicativo para celulares e tablets

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Rio de Janeiro (Iphan-RJ) disponibilizou ao público, desde o mês de outubro, um aplicativo para smartphones dedicado a todos os bens tombados ou registrados no estado do Rio de Janeiro. Intitulado “Portal do Patrimônio”, o programa está proposto através de plataforma colaborativa, permitindo a inclusão, acesso e pesquisa não apenas aos bens protegidos pelo Iphan, que representam o Patrimônio Nacional, mas também outros, preservados por leis estaduais e municipais. Forma-se assim uma rede colaborativa com estado e municípios, reunindo em uma única plataforma as informações sobre os bens fluminenses.

Por se tratar de uma rede participativa, a partir da disponibilização do aplicativo para download, o programa estará disponível para todos os municípios do estado do Rio de Janeiro que tenham legislação de tombamento, para que sejam inseridos os seus bens culturais protegidos. Desta forma, em se tratando de acervo dinâmico e crescente, a cada dia novos bens poderão ser lançados, sejam eles edificados ou exemplares do patrimônio imaterial, e disponibilizados por seus gestores aos usuários do programa.

Reprodução
Usando ferramentas modernas como navegação por GPS até os itens cadastrados e notificações automáticas quando o usuário estiver perto de algum bem, sugerindo sua visitação, o aplicativo também possibilita acesso a dados completos do tipo de proteção, além de contatos e/ou horários de funcionamento, em mapa ou lista, apontando patrimônios existentes nas proximidades. Além disso, o usuário pode seguir Roteiros Temáticos, tais como Roteiro Modernista, Roteiro de Igrejas ou de Sítios Arqueológicos, e ainda montar seu próprio roteiro favorito, tornando o app um guia bastante completo sobre o patrimônio cultural do estado do Rio.

O aplicativo Portal do Patrimônio tem como objetivo a divulgação e promoção do patrimônio cultural material e imaterial protegidos em todo estado e a consolidação de uma rede participativa entre a federação, estado e municípios na identificação e divulgação do acervo de bens que representam a memória nacional.

O Aplicativo faz parte da estratégia piloto do Iphan-RJ de construção do Sistema Nacional do Patrimônio Cultural do Estado do Rio de Janeiro e encontra-se disponível para download gratuito nas lojas virtuais das plataformas Android (GooglePlay) e IOS (AppStore), conforme links abaixo:




Reprodução

Reprodução


Mais informações: Assessoria de Imprensa Iphan/RJ – Tel. 21 2233-6334, com Chico Cereto (21 99127-7387) e Karina Gaudereto.


Fonte: Ascom-IphanRJ

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

IV Seminário Estadual para a Preservação de Bens Móveis e Integrados




O IV Seminário para a Preservação de Bens Móveis e Integrados é uma ação do Inepac/Secretaria de Estado de Cultura. A temática desse ano é "A Eficácia da Preservação Aliada à Educação Patrimonial" e o evento contará com especialistas e pesquisadores de diversas áreas, entre elas história da arte, museologia, arquitetura e restauração.  

O Seminário busca compreender a diversidade de bens que compõe este segmento do patrimônio, possibilitando o diálogo, a capacitação e a coesão entre profissionais já envolvidos e interessados no desenvolvimento de projetos de salvaguarda de bens móveis e integrados no Estado. 

O evento será gratuito. Com duração total de 20 horas, o IV Seminário ocorrerá nos dias 17 a 19 de novembro de 2014, em Campos dos Goytacazes-RJ, no Museu Histórico de Campos dos Goytacazes – Rua Paul Percy Harris, 40 – Centro – Campos dos Goytacazes – RJ. A programação está disponível em http://www.seminariobmi.rj.gov.br
 

Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - INEPAC
Departamento de Bens Móveis e Integrados - DBMI
http://www.inepac.rj.gov.br/
www.artesacrafluminense.rj.gov.br

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Boletim do Patrimônio Cultural

Leia o Boletim do Patrimônio Cultural, produzido pela Assessoria de Comunicação  do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Este é o informativo eletrônico com notícias sobre o Patrimônio Cultural Brasileiro e Mundial,  IPHAN e outros assuntos de interesse a gestores e parceiros ativos no trabalho de preservação, valorização e divulgação do Patrimônio Cultural.

Acesse o anexo para abrir os links e ler as notícias.


TV Brasil exibe vídeos sobre patrimônio cultural, vencedores do Etnodoc III

Vai ao ar na TV Brasil, entre os dias 27 de outubro e 13 de novembro, os vídeos vencedores do Etnodoc III, edital de apoio à Produção de documentários etnográficos que tem por objetivo a documentação e difusão do Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro por meio do apoio à produção de documentários inéditos para exibição em TVs públicas, festivais e mostras.
Cena de "Manoel Chiquitano Brasileiro", de Aluízio de Azevedo e Glória Albuez
A intenção é somar esforços e ampliar as ações voltadas para a valorização e promoção dessa dimensão do patrimônio cultural, assim como estimular iniciativas voltadas para a melhoria das condições de transmissão, produção e reprodução dos bens culturais que compõem esse universo.
Trazendo temas pouco conhecidos pelo público e destacada qualidade técnica, a veiculação desses filmes na TV Brasil tem sido muito bem recebida, assim como há crescente interesse por parte de universidades e instituições culturais em receber a Mostra Etnodoc, que costuma incluir debates com a presença de diretores e especialistas nas áreas do cinema e das ciências sociais.
Realizado pela Associação Cultural de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro, em parceria com o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP) e o Departamento de Patrimônio Imaterial do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a iniciativa é patrocinada pela Petrobras e conta ainda com a parceria da Secretaria do Audiovisual e EBC/TV Brasil.

Foram 897 projetos inscritos na terceira edição que contou com R$ 1,5 milhões de reais, sendo disponibilizados até R$ 80 mil para cada um dos 15 projetos vencedores. 

Confira a programação da TV Brasil e as sinopses dos filmes:
ETNODOC III – Exibição de segunda à sexta, às 19h30
segunda
27/10/14
O LENÇO DO SAMBA
terça-feira
28/10/14
VAQUEIROS ENCANTADOS
quarta-feira
29/10/14
O CANTO DA LONA
quinta-feira
30/10/14
O BOTO E O HOMEM
sexta-feira
31/10/14
SUJEITO OCULTO NA ROTA DO GRANDE SERTÃO



segunda
03/11/14
DO BUGRE AO TERENA
terça-feira
04/11/14
D´OURO
quarta-feira
05/11/14
ÓPERA CABOCLA
quinta-feira
06/11/14
PAISAGENS DO CONHECIMENTO
sexta-feira
07/11/14
NO PRÓXIMO FRIO, EU FERRO



segunda
10/11/14
MANOEL CHIQUITANO
terça-feira
11/11/14
CUARACY RA'ANGABA – O CÉU TUPI GUARANI
quarta-feira
12/11/14
A SANDÁLIA DE LAMPIÃO
quinta-feira
13/11/14
A SANTA DE CASA E O POVO DE SANTO

Sinopses

Cuaracy Ra’angaba – o céu tupi guarani

direção Lara de Campos Velho e Germano Bruno Afonso
Aborda a astronomia dos índios Guarani e sua forma particular de ler o céu e interpretar os fenômenos celestes. O documentário acompanha o trabalho do prof. Germano Afonso, físico e PhD em astronomia, descendente dos Guarani.
Vaqueiros encantados
direção: Márcia Paraiso e Ralf Tambke
Apresenta o mundo dos vaqueiros do Marajó/PA, sua religiosidade e o modo de lidar com o gado.
O boto e o homem
direção: Cristiano Burlam
Percorre a história de uma singular sociedade, constituída de botos e homens, em Laguna/SC.
Paisagens do conhecimento
direção: Ana Luiza Menezes de Gouvêa e Karine Batista
Acompanha o trabalho do pesquisador Moacir Biondo, registrando o uso das plantas medicinais nas comunidades ribeirinhas e indígenas do Amazonas.
D’Ouro
direção: Joana Oliveira
Mostra o dia a dia de seu Rito, artesão que confecciona joias numa delicada mistura entre ouro e casca de coco, em Berilo/MG.
Ópera cabocla
direção: Adriano Barroso dos Santos
Manifestação de cordões de pássaros do interior e capital paraense, encenada por atores populares, miscelânea de melodrama, comédia de costumes, romance-folhetim, radionovela, teatro de revista, opereta e dança.
No próximo frio, eu ferro
direção: André Costa
Abordagem sobre um fazer em extinção: o carro de bois. No Morro da Garça, sertão mineiro, seu Manoel Alexandre, aos 86 anos, é o último mestre desse ofício.
O lenço do sambadireção: Shaynna Pidori
Mostra a crise que vive a comunidade do samba-lenço de Mauá/SP. Jovens que não querem mais cantar e dançar o samba-lenço ao se tornarem evangélicos.
Do bugre ao Terena
direção: Aline Espíndola e Cristiano Navarro
Documentário sobre a Dança da Ema, que conseguiu preservar tradições da etnia Terena nas aldeias urbanas de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.
Sujeito oculto na rota do grande sertão
direção: Silvio Tendler
O documentário percorre o trajeto da famosa viagem de Guimarães Rosa e um grupo de célebres boiadeiros no sertão de Minas Gerais, em 1952.
A sandália de Lampião
direção: Adriana Yañez, Antonio Lino e Paula Dib
Busca identificar, reconhecer e valorizar o ofício dos mestres do couro da região do Cariri, no Ceará, especialmente no trabalho de mestre Espedito Seleiro.
O canto da lona
direção: Thiago Mendonça
Acompanha a trajetória de cinco antigos artistas do circo paulista no momento em que se reúnem para uma pequena apresentação circense.
A santa de casa e o povo de santo
direção: Otávio Zucon e Geslline Braga
O documentário enfoca o culto a Maria Bueno, santa não-canônica de Curitiba/PR, e suas relações com a umbanda, candomblé e catolicismo.
Manoel Chiquitano
direção: Aluízio de Azevedo Silva Júnior e Glória Albues
Registra as relações humanas nas fronteiras entre o Mato Grosso e a Bolívia no tom narrativo de uma viagem que passa por Cáceres e Porto Espiridião (MT) e Santana e San Matias (Bolívia).
Batuque gaúcho
direção: Sérgio Valentim e Eugênio Alencar
O documentário revela o universo do batuque gaúcho, na cidade de Porto Alegre/RS, que possui mais de três mil terreiros de matriz africana, oriundos de raízes Jêje, Ijexá, Oyo, Cabinda e Nagô.

Outras informações na página do EtnoDoc da TV Brasil http://tvbrasil.ebc.com.br/etnodoc.
Fonte: Ascom-Iphan

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Patrimônio é tema de concurso de fotos e vídeos

O II Congresso Internacional de Educação Patrimonial promove o concurso "O que é patrimônio para você". Esta ação visa estimular a sociedade a refletir sobre o patrimônio cultural, no momento em que profissionais e pesquisadores estarão debatendo sobre o tema no Congresso. As atividades do evento ocorrem, simultaneamente, nas cidades de Paris, Madri e São Paulo, entre os dias 28 e 31 de outubro. No Brasil, a programação transcorre no Memorial da América Latina, na capital paulista. Confira [aqui] mais informações.
Alunos da rede publica de São Pedro da Aldeia gravam documentário sobre suas tradições. Foto: Junior Silgueiro

Como participar?
Por meio de celulares, câmeras ou qualquer aparelho que possua as funções necessárias, as pessoas interessadas devem produzir fotografias ou vídeos de curta duração, que representem o significado do patrimônio cultural para elas, seja ele material ou imaterial. Depois de seguir o perfil no Instagram @oqueepatrimonioparavoce ou curtir a página no Facebook oqueepatrimonioparavoce, os conteúdos – inéditos ou de arquivo pessoal – devem ser inseridos nas redes sociais com a hashtag #oqueepatrimononioparavoce, acompanhados de uma pequena descrição da imagem e sua localização.
Cada participante pode compartilhar o número de conteúdos que desejar, de 16 a 30 de outubro, sendo que as mídias devem estar em modo público. Para aqueles que não possuem contas nas redes sociais, existe a opção de enviar as mídias para o e-mail oqueepatrimonioparavoce@gmail.com.
Todas as imagens serão expostas em formato de projeção na mostra internacional Caleidos, de 31 de outubro a 2 de novembro, na Galeria Marta Traba, do Memorial da América Latina e, permanentemente, no blog Observatório de Educação Patrimonial Brasil e América Latina [aqui]. O concurso não é competitivo, pois a ideia foi criar um movimento colaborativo que chamasse atenção dos indivíduos da questão patrimonial.
Para ver as atividades do Congresso acesse [aqui]
Divulgação

Mais de seis mil escolas no Brasil irão trabalhar com o tema Educação Patrimonial

Ao todo, 6.589 escolas municipais e estaduais que atendem em turno integral escolheram inserir este ano, em suas atividades curriculares, ações voltadas à educação patrimonial. A temática proposta pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) para integrar o Programa Mais Educação, do Ministério da Educação (MEC), teve um crescimento expressivo em relação aos anos de 2013 (776) e 2012 (313) e resultará em mais inventários pedagógicos.
Crianças brincam em ruína histórica em Alcântara/MA. Foto: Ivo Barreto

As Fichas e o Manual de Aplicação direcionados à realização desta atividade estão disponíveis para download no site do IPHAN e do Mais Educação. Além das publicações, o kit completo é composto por cinco máquinas fotográficas com a função filmagem; cinco gravadores de áudio digital (MP3); um HD externo; um tripé de câmera; fichas para o inventário impressas reunidas em fichários; cartucho colorido de impressora ou apoio para serviço de impressão; RS 1 mil como apoio para as saídas de campo; R$ 700 para produzir exposições, encontros, rodas de memória, mostras de filmes e outros documentos, a partir dos resultados do inventário. O recurso chega às escolas via Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE).
O Programa Mais Educação envolve, atualmente, 50 mil escolas das redes municipais e estaduais e integra as ações do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), como uma estratégia do Governo Federal para induzir a ampliação da jornada escolar e a organização curricular, na perspectiva da Educação Integral. Essa estratégia promove a ampliação de tempos, espaços, oportunidades educativas e o compartilhamento da tarefa de educar entre os profissionais da educação e de outras áreas, as famílias e diferentes atores sociais, sob a coordenação da escola e dos professores.
Trata-se da construção de uma iniciativa intersetorial entre as políticas públicas educacionais e sociais, contribuindo, desse modo, tanto para a diminuição das desigualdades educacionais, quanto para a valorização da diversidade cultural brasileira. Desta forma, há o reconhecimento de que a educação deve ser pensada para além dos muros da escola, e considerar a cidade, o bairro e os bens culturais como potencialmente educadores.
Fonte: Ascom-IPHAN

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Ensino de cultura afro-brasileira nas escolas é tema de palestra

Identificar como as relações raciais se apresentam no contexto escolar, reconhecer e resgatar saberes populares de origem africana e pensar estratégias para o desenvolvimento dessa temática em sala de aula através das disciplinas curriculares. Esses são os pontos-chave da palestra que acontecerá no dia 08 de outubro, às 16h, no Cine Estação São Pedro, no centro de São Pedro da Aldeia/RJ.

A palestra (em tom de roda de conversa) será ministrada por Andreia Fernandes, historiadora e ativista cultural com larga experiência em cultura afro-brasileira. Atualmente, ela coordena a implementação da lei 10.639/03 através da Diretoria de Promoção de Políticas Públicas para Igualdade Racial (DIPPPIR/SPA).


O quê: Palestra HISTÓRIA E CULTURA AFRO-BRASILEIRA E AFRICANA NA ESCOLA: DESAFIOS DA LEI 10.639/03


Quando: 08/10/2014 (quarta-feira), às 16h

Local: Cine Estação São Pedro (R. Francisco Coelho Pereira, 255, centro - São Pedro da Aldeia/RJ)

ENTRADA FRANCA





**********************************

Esta palestra é uma ação deste escritório técnico que integra o projeto "Oficinas de Estudos da Preservação". Em curso no IPHAN-RJ há mais de 10 anos, o projeto foi executado pela primeira vez na Região dos Lagos em 2011, e desde então, mais de 20 palestras já foram realizadas.


Outras informações pelo telefone (22) 2621-9367 ou pelo

terça-feira, 19 de agosto de 2014

19 à 23 Agosto - Programação Semana Fluminense do Patrimônio / Região dos Lagos

A segunda semana de atividades iniciou ontem com o lançamento do video "A Pesca Artesanal em Búzios", no Cine Teatro Rasa, e contou com a presença de pescadores entrevistados, realizadores do video e alunos da rede municipal de ensino.


Luis Guilherme, Jorge, Neusa, Gabriela e a filha do Mestre André durante a homenagem


Confira as atividades que acontecem entre hoje (terça-feira) e sábado nas cidades da região.



quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Exposição sobre Marcio Werneck será inaugurada no próximo dia 15 de agosto



A partir do dia 15 de agosto, o
 escritor e historiador, Marcio Werneck, será o tema da exposição que acontecerá no Charitas – Museu e Casa de Cultura José de Dome - na Sala Vitorino Carriço. Intitulada “Vida e obra de Marcio Werneck”, a mostra ficará aberta ao público até o dia 15 de setembro, e promete reunir diversas ações em memória do pesquisador, que dedicou boa parte da sua vida a diversos estudos sobre a história do Brasil e da Região dos Lagos, especificamente de Cabo Frio e Búzios. 

A exposição, que faz parte da programação da Semana Fluminense do Patrimônio, conta a história de Werneck, passando pela sua cronologia (1944 – 2004), as suas origens na cidade do Rio de Janeiro, Paty dos Alferes, Paraíba do Sul e Belém do Pará. Confere destaque, ainda, a sua vida escolar, sua paixão pela fotografia e comunicação, sua rica produção de pesquisas diversas, desde que fixou residência em Cabo Frio, e ainda os seus livros e prêmios conquistados.

Todas as etapas da exposição contam com rico material ilustrativo, incluindo fotos - muitas das quais ainda inéditas para o público, cartazes e reportagens sobre o historiador e sua pesquisa. A exposição terá, ainda, um cantinho montado com o objetivo de transpor o visitante ao escritório do pesquisador, que ficava na casa onde residiu à Rua Francisco Paranhos, no bairro da Vila Nova, em Cabo Frio.

Toda essa produção de cerca de 30 anos de pesquisa, produziu um acervo único na região, que vem sendo trabalhado, por uma equipe multidisciplinar do IPHAN, composta por técnicos e estagiários. E será entregue formalmente à instituição, em convênio com o IFF, por meio de cerimônia a ser realizada no mês de setembro. A instituição entendeu que a entrega de forma gratuita, com a contrapartida social do resgate e acesso ao público do acervo, seria importante para a preservação de documentos com tamanha relevância para o patrimônio histórico e cultural, principalmente no âmbito regional.

A próxima etapa é permitir o acesso presencial dos visitantes ao acervo físico que ficará em uma sala única na sede do IFF, localizado entre as cidades de Cabo Frio e Búzios. Outras ações serão realizadas no sentido de viabilizar parte do acervo de maneira digital, através de um portal na internet. Também está na pauta o lançamento de mais uma edição de cada um dos três livros que foram lançados. E o lançamento de um livro baseado em estudo inédito sobre Búzios.

A exposição é a primeira das ações para viabilizar o acesso amplo a esse acervo, de extrema importância histórica e cultural para a região, e também homenagear os 70 anos de Marcio Werneck. Tem realização da Premissa Assessoria e apoio da Prefeitura de Cabo Frio, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Galiotto Artes e Vidraçaria Cabo Frio. O Charitas fica na Avenida Assunção, 885, no Centro de Cabo Frio. Funciona de terça a domingo, das 14h às 19h, e sábados, domingos e feriados até às 20h, com entrada gratuita. Outras informações pelo telefone de contato da empresa: (22) 99861-1085.

ACERVO MÁRCIO WERNECK – É resultado de cerca de três décadas de pesquisa especializada nas áreas da pré-história, história, geografia, biologia, ecologia, arte, cultura, além de uma vasta iconografia do estado e da região. Contém, aproximadamente, 1.500 livros, 250 encadernações, 400 pastas suspensas, 3.000 fichas, 700 edições de jornais, mapoteca com 82 mapas coloridos, 2.000 fotografias das cidades e 160 fitas cassetes de entrevistas com personalidades de Cabo Frio e Búzios e, ainda, 1.500 negativos e 700 slides.

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Lançamento do video "A Pesca Tradicional em Araruama"

A Casa de Cultura de Araruama, acostuma a receber artistas, alunos e professores, recebeu na noite de segunda-feira (11) um publico diferente. Eram os pescadores que participaram do video realizado pelo Escritório Técnico IPHAN na Região dos Lagos em parceria com as prefeituras de Araruama e São Pedro da Aldeia.
O video pretende ser um registro da rica tradição pesqueira presente no município, reconhecendo e valorizando os pescadores e preservando seus saberes e fazeres. Durante a solenidade, os pescadores foram homenageados e receberam cópias do video que participaram.






O evento marcou também o inicio das atividades da Semana Fluminense do Patrimônio 2014 na região, que seguem até o dia 24 de agosto. Veja a programação completa clicando aqui.