segunda-feira, 21 de julho de 2014

IV Semana Fluminense do Patrimônio - Patrimônio Cultural e Grandes Intervenções



A IV SFP visa promover a valorização do patrimônio natural e cultural fluminense e de ampliar o conhecimento da população sobre seu patrimônio em suas mais diversas expressões. Neste ano, a IV Semana Fluminense do Patrimônio (IV SFP) traz as grandes intervenções como tema principal dos debates por ocasião de seus principais eventos:

  • Abertura da Semana, que acontecerá no dia 12 de agosto no Centro Cultural Justiça Federal, na Cidade do Rio de Janeiro;
  • IV Encontro do Patrimônio Fluminense, que acontecerá  de 13 a 15 de agosto na Casa da Cultura de Paraty, na região da Costa Verde Fluminense.

Além da abertura oficial na cidade do Rio de Janeiro e do IV Encontro do Patrimônio Fluminense em Paraty, a SFP promove, ainda, diversas atividades como:

Acesse http://www.patrimoniofluminense.rj.gov.br/ , conheça toda a programação que cresce a cada dia e todas as formas de participação.

Participe e colabore com a preservação do patrimônio fluminense!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Palestra de Julho das OFICINAS DE ESTUDOS DA PRESERVAÇÃO

O Escritório Técnico do IPHAN-RJ na Região dos Lagos – ETRL, através de sua Casa do Patrimônio convida para a palestra:


A ESCRAVIDÃO NO BRASIL E A PRESENÇA
DO NEGRO EM SÃO PEDRO DA ALDEIA
  
com
GERALDO FERREIRA
Pesquisador e Mestre em Gestão Empresarial / FGV-RJ


* A escravidão como fenômeno social
* A escravidão dos indígenas
* A escravidão dos africanos
* O processo brasileiro de extinção da escravidão
* São Pedro da Aldeia, a Lei de Terras, o fim da sesmaria dos índios e a presença do branco e do negro
* O comércio de escravos em São Pedro de 1877 a 1880


 23/07/2014 (quarta-feira), às 16h
                                                                                                       

ENTRADA FRANCA

 Local:
Cineclube Estação São Pedro - Rua Francisco Coelho Pereira, 255
                 (ao lado da Biblioteca Municipal) Centro, São Pedro da Aldeia/RJ




**********************************

Esta palestra é uma ação deste escritório técnico que integra o projeto "Oficina de Estudos da Preservação". Em curso no IPHAN-RJ há mais de 10 anos, o projeto foi executado pela primeira vez na Região dos Lagos em 2011, e desde então, mais de 20 palestras já foram realizadas.


Outras informações pelo telefone (22) 2621-9367 ou pelo

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Aberto processo seletivo para apresentações culturais na Semana Fluminense do Patrimônio 2014

A IV Semana Fluminense do Patrimônio abre chamada pública para seleção de apresentações culturais, propostas por artistas independentes ou grupos culturais, e que serão realizadas em uma das regiões do estado do Rio de Janeiro, entre 12 e 31 de agosto de 2014. A iniciativa tem o objetivo de promover, divulgar e valorizar o Patrimônio Imaterial Fluminense durante a duração da Semana.

De acordo com os objetivos da Semana Fluminense de Patrimônio, serão consideradas apresentações culturais que exibam, divulguem e valorizem práticas, representações, expressões, saberes e técnicas do patrimônio cultural imaterial fluminense e contribuam para a continuidade e o fortalecimento das identidades culturais no estado do Rio de Janeiro.

As apresentações culturais podem ocorrer em local aberto ou fechado, público ou privado, desde que não haja cobrança de ingressos, e deverão contemplar uma das seguintes categorias: música, dança, teatro, performance, oficinas ou exposições.

Cada artista ou grupo cultural selecionado receberá R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) como apoio financeiro para a realização da apresentação ou evento.

A seleção prevê a realização de apresentações culturais nas várias regiões do território fluminense (Costa Verde, Grande Rio, Região dos Lagos, Médio Paraíba, Norte e Nordeste, Região Serrana), com cotas definidas para cada região.

As inscrições estão abertas até 27/07/2014 

Mais informações no site da Semana:
http://www.patrimoniofluminense.rj.gov.br/grupos-culturais


quarta-feira, 25 de junho de 2014

IPHAN ministra módulo em curso para taxistas de Cabo Frio




No ultimo módulo do curso de qualificação turística para taxistas realizado pela Prefeitura de Cabo Frio, a chefe do IPHAN na Região dos Lagos, Gabriela Rangel, falou sobre o que é patrimônio e como ele colabora na formação da identidade; contextualizou os principais monumentos históricos da cidade de Cabo Frio sobre a perspectiva de sua História e a do Brasil.

"A maioria dos participantes do curso, ou nasceram aqui ou escolheram Cabo Frio para viver. Daí a importância de conhecerem e reconhecer em as marcas da história que formam a sua identidade na cidade em que trabalham. Este brilho nos olhos do anfitrião faz com que a cidade se torne ainda mais interessante para qualquer turista", afirmou Gabriela.

O curso, realizado pela Secretaria Municipal de Turismo (SECTUR) e pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF - Campus Cabo Frio), foi uma iniciativa do Escritório Técnico do IPHAN na Região dos Lagos/RJ e contou com a parceria da Secretaria Municipal de Transportes (SECTRANS).


A turismóloga da SECTUR, Vanina Navega, acredita que o taxista é, muitas vezes, o primeiro contato que o visitante tem com a cidade. "O bom atendimento desse profissional é indispensável para a boa impressão que o turista terá da cidade, e alguns predicados são fundamentais. Além de ser gentil, é necessário também que ele conheça a cidade em que vive", disse a turismóloga.




No dia 08 de julho, terça-feira pela manhã, haverá a finalização do curso com entrega de certificados para os participantes e citytour pela cidade com ônibus e guia de turismo. Os taxistas que concluíram o curso receberão também um crachá identificando-os como conhecedores do circuito turístico-histórico-cultural cabofriense.

Texto e fotos: Junior Silgueiro

segunda-feira, 9 de junho de 2014

Conselho de Mestres da Capoeira foi empossado no Rio de Janeiro

O novo Conselho de Mestres de Capoeira tomou posse no ultimo sábado (07) em uma cerimônia que ocorreu no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Os componentes foram eleitos em janeiro deste ano, após uma série de encontros realizados desde maio de 2013. Eles irão representar o estado do Rio de Janeiro e trabalhar em parceria com o IPHAN em politicas de salvaguarda da Capoeira.


Os mestres eleitos conselheiros tomam posse no palco do Theatro Municipal do Rio de Janeiro

A eleição, realizada na Conferência Regional da Capoeira, no Centro Cultural Cartola, contou com a presença de aproximadamente 300 mestres e capoeiristas. Foram eleitos 30 conselheiros titulares e 30 suplentes, 15 da região metropolitana e 15 do interior do estado. Entre as atribuições do Conselho está a divulgação, identificação e desenvolvimento de pedagogias da capoeira e a criação de fóruns temáticos.

Considerados patrimônio cultural imaterial do Brasil, o ofício dos mestres de capoeira e a roda de capoeira foram registrados pelo IPHAN, respectivamente, no livro de Registro dos Saberes e no de Formas de Expressão, em outubro de 2008.

Vários mestres e capoeiristas estiveram na cerimônia, que conteou ainda com as presenças de Néia Daniel, Superintendente da Palmares-RJ; Ivo Barreto, Superintendente do Iphan - RJ; Paulo Vidal, Diretor Geral do Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - Inepac; Jurema Machado, Presidente do Iphan; Célia Corsino, Diretora do Departamento de Patrimônio Imaterial do IPHAN; e, Marcelo Velloso, Representação Regional do Ministério da Cultura no Rio de Janeiro e no Espírito Santo.




Texto: Ascom IPHAN
Fotos: Ascom INEPAC

Programação de JUNHO do Cineclube Estação São Pedro

A programação de JUNHO do Cine Estação está sensacional!

Tivemos o lindo "Cartola". Na sequência, tem PALAVRA (EN)CANTADA com a participação de Chico Buarque, BNegão, Arnaldo Antunes, Tom Zé, entre outros feras. Depois, o hilário "A Marvada Carne", com uma atuação brilhante da então jovem Fernanda Torres. E por fim, o premiadíssimo "Cafundó", que em 2005 ganhou em Gramado como Melhor Ator (Lázaro Ramos), Melhor Direção de Arte e Melhor Fotografia.

Compartilhe essa programação!

Sessões todas às QUARTAS-FEIRAS, sempre às 16h30!






segunda-feira, 19 de maio de 2014

Palestra das OFICINAS DE ESTUDOS DA PRESERVAÇÃO de MAIO

O que é exatamente Patrimônio Imaterial? É qualquer conjunto de bens ou apenas de certos bens que são valorados pelo Estado e pela comunidade? Pra que serve o registro de bens imateriais? Quais seus efeitos? Quais os requisitos para pleitear um registro?

Essas e outras perguntas serão respondidas na palestra “O REGISTRO COMO FORMA DE PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL”, que será realizada no dia 30 de maio, às 16 horas, no Cineclube Estação, Rua Francisco Coelho Pereira, 255 (ao lado da Guarda Municipal) – Centro de São Pedro da Aldeia. 

A palestra será ministrada por Mário Pragmácio, advogado e mestre em Museologia e Patrimônio pela UNIRIO, e abordará o novo ramo do Direito, chamado “Direitos Culturais”, que possibilitou o registro de bens imateriais. Expondo as principais características desse mecanismo, a palestra pretende explicar a importância do registro para o campo do patrimônio, com seu alcance, finalidades e limitações.

O projeto Oficinas de Estudos da Preservação conta com mais de cem edições realizadas, para um público total de cerca de quatro mil pessoas em todo o estado do Rio de Janeiro. O ciclo de palestras tem edições temáticas mensais sobre preservação cultural e é promovido pelo Escritório Técnico do IPHAN-RJ na Região dos Lagos. A entrada é franca.



Mais informações pelo fone (22) 2621-9367.



quinta-feira, 15 de maio de 2014

Fazenda Santo Inácio de Campos Novos passa a integrar lista de Bens Tombados

Capela e sede da Fazenda Santo Inácio de Campos Novos. Foto: Junior Silgueiro

O Sítio da antiga fazenda de Santo Inácio de Campos Novos, situado no Distrito de Tamoios, município de Cabo Frio (RJ), foi tombado hoje pelo Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural que se reuniu no Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em Brasília.

Nesta data, os conselheiros também avaliaram a proposta de tombamento de Estabelecimentos das Fazendas Nacionais do Piauí: Fábrica de Laticínios, em Campinas do Piauí, e Estabelecimento Rural São Pedro de Alcântara, em Floriano e da Casa Grande e Tulha da antiga Chácara do Paraíso das Campinas Velhas, em Campinas (SP). Na pauta, também estava a proposta de registro como patrimônio Cultural Brasileiro da Produção Tradicional e Práticas Socioculturais Associadas à Cajuína no Piauí.

O principal argumento para o tombamento do conjunto é a relação entre a fazenda e a Companhia de Jesus, no primeiro período da colonização. Foi tombada toda a área desapropriada pela Prefeitura Municipal e, como entorno uma extensão de 100 metros além desse perímetro. Também foram estabelecidas diretrizes gerais para a área com o objetivo de controlar a ocupação, garantindo a preservação do descampado ao redor e seu domínio sobre a paisagem circundante.

Um raro exemplo da sociedade do século XVII
O conjunto rural, remanescente de uma antiga fazenda fundada em 1648 e construída sobre um sambaqui, conta com uma casa, senzala, oficinas, capela e cemitério anexo. Estes, construídos por volta de 1690, constituem importantes e raros exemplares de arquitetura rural jesuítica, caracterizando a sociedade da época. Uma característica importante do projeto é a edificação da igreja integrada com a casa-grande, o que permitia acesso exclusivo às missas através de uma espécie de púlpito lateral, com ligação direta aos aposentos internos da casa.

Sede da Fazenda Santo Inácio de Campos Novos. Foto: Junior Silgueiro

Em 1623, após a fundação das cidades de Cabo Frio em 1615 e da Aldeia de Índios de São Pedro em 1617, os jesuítas receberam duas grandes doações de terras na região, as sesmarias do Rio Una e de Búzios. Com a expulsão dos jesuítas do Brasil em 1759, a fazenda passou às mãos de diversos proprietários e sofreu várias intervenções mas que não comprometem a preservação de seus traços. Em 1993, foi desapropriado pela Prefeitura de Cabo Frio e passou a ser a sede lá instalou a Secretaria Municipal de Agricultura.

O Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural
O Conselho que avalia os processos de tombamento e registro é formado por especialistas de diversas áreas, como cultura, turismo, arquitetura e arqueologia. Ao todo, são 23 conselheiros, que representam o Instituto dos Arquitetos do Brasil – IAB, o Conselho Internacional de Monumentos e Sítios - Icomos, a Sociedade de Arqueologia Brasileira – SAB, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis – Ibama, o Ministério da Educação, o Ministério das Cidades, o Ministério do Turismo, o Instituto Brasileiro dos Museus – Ibram, a Associação Brasileira de Antropologia – ABA, e mais 13 representantes da sociedade civil, com especial conhecimento nos campos de atuação do IPHAN.


Texto: Chico Cereto/Assessoria de Comunicação IPHAN-RJ 

quarta-feira, 7 de maio de 2014

Resgate da Memória Rural Aldeense

O ETRL e a Secretaria Municipal de Educação de São Pedro da Aldeia, ingressaram com nova frente de pesquisa: o programa "Resgate da Memória Rural Aldeense", que foi dividido em duas partes. A primeira, é no âmbito do projeto político-pedagógico das escolas da zona rural (no entorno do bairro da Cruz), que irá envolver a comunidade escolar em atividades para reconhecer e identificar a herança cultural da região.

Ao mesmo tempo, uma outra etapa do programa se dará por pesquisas de campo realizadas pelas professoras pesquisadoras Elizabeth Franco e Flavia Santos, que, a partir de apontamentos da comunidade, documentam os vestígios e buscam , através de parcerias com outros pesquisadores e entidades, identificação do material encontrado.

Mangueira centenária na localidade Café. Foto: Beth Franco
"Ouvi vários relatos de algumas pessoas da localidade Café [bairro ainda não oficializado] contando que em uma fazenda existiu uma criação de bicho da seda que se alimentava de folhas de jamelão. Eu estranhei pois eles só se alimentam de folhas de amoreira. Fomos ao local citado e encontramos vestígios dos casulos das lagartas nas árvores. Registramos e enviamos à um especialista em insetos, que confirmou se tratar do bicho da seda", exemplifica Beth Franco, com um caso recente da pesquisa.

O programa aldeense acaba de ser abraçado por outro similar, que vem sendo desenvolvido há 5 anos em Oriximiná/PA pela Universidade Federal Fluminense (UFF), através de sua Pró-reitoria de extensão. Tal parceria dará apoio técnico e teórico aos pesquisadores e professores envolvidos.

Em virtude da Festa do Trabalhador Rural, realizada no feriado do trabalhador (festa essa que não era realizada na comunidade há 21 anos), foi elaborado um vídeo com fotografias para conhecimento e divulgação da área rural em questão. O vídeo mostra fotos com belezas naturais que, para a maioria das pessoas, passam despercebidas. Confira!




Veja aqui a matéria sobre a Festa do Trabalhador Rural (Clique aqui)


Texto: Junior Silgueiro/Ass. Com. ETRL-IPHAN/RJ

terça-feira, 29 de abril de 2014

Programação Cineclube Estação São Pedro MAIO/2014

Mãe, guerrilheira, escritora e jogadora de futebol. São as mulheres homenageadas nesse mês de maio na programação do Cineclube Estação São Pedro.

Dia 07 - "A CASA DE ALICE" (2007, 90 minutos)
Dia 14 - "OLGA"                 (2004, 140 minutos)
Dia 21 - "VIDA DE MENINA" (2004, 101 minutos)
Dia 28 - "O CASAMENTO DE ROMEU E JULIETA (2005, 90 minutos)

As sessões são às QUARTAS-FEIRAS, sempre às 16H30, com ENTRADA FRANCA!


segunda-feira, 28 de abril de 2014

As viagens de Roberto Burle Marx estão em documentário


                                                                                    Divulgação
Quem quiser conhecer os lugares que o paisagista Roberto Burle Marx visitou para fazer pesquisa, coleta e observação pode assistir ao documentário Expedições de Burle Marx, exibido pela TV Brasil todas as quartas-feiras do mês de abril, às 23h, com reprise aos sábados às 22h. No programa, José Tabacow e Oscar Bressane, colaboradores do paisagista, voltam aos locais percorridos por Burle Marx e revelam a importância da observação da natureza na criação dos seus parques e jardins.
Com direção de João Vargas e produção da Camisa Listrada e do Atelier de Cinema, cada episódio destaca uma característica de Burle Marx, colecionador incansável de plantas, visionário do paisagismo como arte moderna, botânico autodidata e um dos precursores da defesa do meio ambiente no Brasil.
Para conhecer pessoalmente o trabalho do paisagista é possível agendar uma visita ao Sítio Roberto Burle Marx, no Rio de Janeiro, do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). O espaço fica em Guaratiba, (RJ), tem 365 mil metros quadrado e foi comprado por Burle Marx, em 1949. No local, ele organizou uma grande coleção de plantas que pode ser vista até hoje. O sítio foi doado à Fundação Nacional Pró-Memória, atual IPHAN, em 1985. O telefone para agendamento é (21) 2410-1412 De segunda a sexta-feira, de 08hs às 16hs. As visitas são guiadas e acontecem de terça-feira a sábado, as 09h30 ou 13h30.
Divulgação
Roberto Burle Marx
Destaque do paisagismo no país, Roberto Burle Marx, nascido em 04 de agosto de 1909, foi um dos principais artistas plásticos do Brasil. Além de paisagista, foi também cantor, criador de joias, ceramista, desenhista, escultor, pesquisador, pintor e tapeceiro, características que deram identidade a toda sua obra.

Em 1913 passou a viver no Rio de Janeiro. Entre os anos de 1928 e 1929 estudou pintura na Alemanha, onde descobriu a flora brasileira em suas estufas, após frequentar assiduamente o Jardim Botânico de Berlim. Em 1932, passou a se dedicar ao paisagismo, junto com a pintura e o desenho. O primeiro projeto paisagístico foi para a arquitetura de Lucio Costa e Gregori Warchavchik.

O quê: documentário "Expedições de Burle Marx"
Quando: Quarta-feira (30/04), às 23h
Onde: TV Brasil

Fonte: iphan.gov.br

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Continuam abertas as inscrições para a maior premiação do Patrimônio Cultural Brasileiro

Promovido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) desde 1987 em reconhecimento às ações de preservação do patrimônio cultural brasileiro, o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade está com inscrições abertas até 30 de abril, e traz novidades em sua 27ª edição.
Agora, serão selecionados seis trabalhos divididos em duas grandes categorias. A primeira está voltada a Iniciativas de excelência em técnicas de preservação e salvaguarda do Patrimônio Cultural. A segunda tem como foco a promoção e gestão compartilhada do Patrimônio e visa valorizar e promover iniciativas de referência que demonstrem o compromisso e a responsabilidade compartilhada para com a preservação do patrimônio cultural brasileiro, envolvendo todos os campos da preservação e oriundas do setor público, do setor privado e das comunidades.
As inscrições poderão ser feitas via postal ou presencialmente nas Superintendências do IPHAN que promoverão a pré-seleção das ações correspondentes aos seus estados ou ao Distrito Federal. As iniciativas selecionadas nesta fase estadual serão encaminhadas para a Comissão Nacional de Avaliação, que posteriormente anunciará os nomes dos vencedores nacionais.
O edital foi publicado no Diário Oficial da União na quarta-feira, 05 de março. Os candidatos poderão esclarecer dúvidas e obter mais informações sobre o Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade junto ao Departamento de Articulação e Fomento (DAF/IPHAN) pelos telefones (61) 2024-5462, 2024-5463 e fax (61) 2024-5499 e também pelo e-mail premio.prmfa@iphan.gov.br.
Acesse aqui o edital da 27ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade.

Lina Bo Bardi 
A homenageada desta 27ª edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade é a responsável por inovações estéticas importantes na arquitetura nacional. Achillina Bo, ou como é mais conhecida, Lina Bo Bardi, nasceu em 05 de dezembro de 1914 em Roma, sendo filha de família genovesa. Junto a seu marido, Pietro Maria Bardi, veio ao Brasil em 1946 onde conheceu Lúcio Costa, Oscar Niemeyer, Athos Bulcão, Burle Marx, Portinari, o escultor Landucci e outros, encantando-se pelo país.

Naturalizou-se brasileira em 1951, declarando que “Quando a gente nasce, não escolhe nada, nasce por acaso. Eu não nasci aqui, escolhi esse lugar para viver. Por isso, o Brasil é meu país duas vezes, é minha Pátria de Escolha, e eu me sinto cidadã de todas as cidades”.
Projetou desde importantes espaços culturais do país, como a sede do Museu de Arte de São Paulo (MASP), o Teatro Oficina de São Paulo; o Museu de Arte Moderna da Bahia; e a Casa de Cultura, em Recife. Sua própria residência, conhecida como Casa de Vidro, foi considerada patrimônio Cultural pelo IPHAN em 2007. A artista também estava envolvida com outras artes, a exemplo da pintura, cinema e artes plásticas, designer de móveis, objetos e joias. Lina Bo Bardi faleceu em 1992 em sua Casa de Vidro
Veja a versão digital do cartaz e do folder da 27ª Edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade
Mais informações para imprensa: 
Assessoria de Comunicação IPHAN
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
Isadora Fonseca – isadora.fonseca@iphan.gov.br 
Mécia Menescal – mecia.menescal@iphan.gov.br
(61) 2024-54-79 / 2024-5449
Fonte: ASCOM IPHAN

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Palestra sobre Casa da Flor, na Oficina de Estudos da Preservação, foi um sucesso


Quanta diversidade reunida em nome da Casa da Flor e de seu "arquiteto", Seu Gabriel. Veio gente interessada de toda a região para prestigiar a palestra da historiadora e mestre em museologia Danielle Maia Francisco, e participar do bate papo ao final dela. A palestra "Casa da Flor: Experimento, Poesia e Memória (Um olhar museológico)" fez parte do projeto Oficina de Estudos da Preservação, em curso desde 2002 no Rio de Janeiro, e desde 2011 na Região dos Lagos.

São Pedro, Búzios, Cabo Frio, Araruama, Macaé e Rio das Ostras estiveram presentes para validar a teoria sobre o poder agregador que a Casa, aos trancos e barrancos, consegue manter até hoje, da forma como fazia Seu Gabriel quando ainda era vivo.







Ao final do evento, houve o sorteio de um livro entre os que estavam presentes.

Aproveitando o ensejo, compartilho uma canção composta em homenagem à Casa da Flor, por um artista de Cabo Frio, Caio Mattos, que se diz ter sido inspirado em sua primeira visita à Casa. Segue o link do Youtube - https://www.youtube.com/watch?v=TxM0wcASDWc


Texto e Fotos: Junior Silgueiro/Ass. Com. ETRL-IPHAN/RJ


quarta-feira, 19 de março de 2014

OFICINA DE ESTUDOS DA PRESERVAÇÃO - ABRIL



Casa do Patrimônio do Escritório Técnico do IPHAN-RJ na Região dos Lagos, convida para a palestra:

CASA DA FLOR: EXPERIMENTO, POESIA E MEMÓRIA (Um olhar museológico)


com
DANIELLE MAIA FRANCISCO
Mestre em Museologia – UNIRIO


A Casa da Flor – produção arquitetônica de uma vida inteira – traz as marcas do tempo, possui a força agregadora de uma Casa Museu e gera benefícios culturais, sociais, políticos e econômicos para a população da Região dos Lagos (RJ), que compreende os municípios de Armação dos Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio e São Pedro da Aldeia. A Casa da Flor ao articular a dimensão social do bem cultural, a imaginação poética de um sujeito criador e a memória social de uma Região, afirma-se também como extraordinária potência política. A desagregação subjetiva e social imposta ao negro foi transformada por Gabriel Joaquim dos Santos, num modo diferente e criativo de se expressar. Este arquiteto popular se inclui, com sua obra singular e poética, no grupo dos artistas "construtores do imaginário".


Dia 02/04/2014 (Quarta-feira), às 16h
ENTRADA FRANCA

Local:
Cineclube Estação São Pedro - Rua Francisco Coelho Pereira, 255
(ao lado da Igreja Matriz) Centro - São Pedro da Aldeia/RJ

Esta palestra é uma ação deste escritório técnico que integra o projeto "Oficina de Estudos da Preservação". Em curso no IPHAN-RJ há mais de 10 anos, o projeto foi executado pela primeira vez na Região dos Lagos em 2011, e desde então, mais de 20 palestras já foram realizadas.


Outras informações pelo telefone (22) 2621-9367 ou pelo

Série Patrimônio Cultural e Extensão Universitária

Já está disponível no site do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) a série Patrimônio Cultural e Extensão Universitária (Clique aqui para conhecer a página). O acesso no site é pelo menu Publicações no título Séries.

A página é dedicada à publicação de trabalhos que apresentem iniciativas analíticas, resultados de pesquisas e relatos de experiências de interesse para o debate na área de patrimônio cultural, que sejam resultados de projetos de extensão universitária. A publicação dos artigos é aberta à colaboração de professores, alunos, pesquisadores e outros interessados.

A ideia é promover a discussão e reflexão para contribuir para o desenvolvimento da Linha Temática Preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro, do Programa de Extensão Universitária (ProExt), coordenado pelo Ministério da Educação. O IPHAN espera também incentivar, de modo mais amplo, o debate dos múltiplos aspectos que envolvem o patrimônio cultural em outros programas de extensão universitária dedicados à área.

O endereço para encaminhar os artigos é patrimonio.extensao@iphan.gov.br. A Coordenação de Educação Patrimonial do IPHAN pode esclarecer as dúvidas, por meio dos telefones: (61) 2024-5456, 2024-5457, 2024-5458.

Além de conhecer as páginas, ler os artigos e colaborar com a publicação, é de grande importância que cada um participe também na ampla divulgação de mais esse espaço destinado à promoção e valorização do Patrimônio Cultural Brasileiro.

terça-feira, 11 de março de 2014

Boletim do Patrimônio Cultural

O Departamento de Administração e Fomento do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, IPHAN, apresenta o Boletim do Patrimônio Cultural, um informativo eletrônico com notícias sobre o IPHAN,  o Patrimônio Cultural Brasileiro e Mundial, e eventos de interesse  que tem como público alvo o próprio Instituto e parceiros como o Ministério da Cultura e suas instituições vinculadas, os Institutos Estaduais e Municipais de Preservação, ONG’s, prefeituras, governos estaduais e organismos como IAB, UNESCO, ICOMOS, ICCROM entre outros.

Confira abaixo as duas primeiras edições.

Edição 01 - 10/02/2014

Edição 02 - 07/03/2014

O Boletim vai circular quinzenalmente com notícias que tiveram destaque no período.

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Conheça o SICG - Sistema de Conhecimento e Gestão


O SICG (Sistema de Conhecimento e Gestão) é um sistema integrado que o IPHAN vem desenvolvendo para rede a dois ou mais anos, com o objetivo de informatizar e democratizar o conhecimento produzido pelo IPHAN nos seus mais de 75 anos de atuação.

Corresponde a uma plataforma semelhante ao google com dados georreferenciados sobre os monumentos tombados, áreas de entorno, registros de patrimônio imaterial e áreas de interesse para preservação patrimonial em todo o Brasil, visando a facilitação da recuperação de dados, reconhecimento das diversas legislações incidentes sobre o bem, etc.

Para ser uma ferramenta potente e democrática, será alimentada localmente, pelas Superintendências, Escritórios Técnicos e demais contribuintes que contarão com diversos níveis de acesso.

Nos dias 24 à 28 de Fevereiro, esta ferramenta estará disponível para testes, recolhendo (à posteriori) críticas e sugestões que serão muito bem vindas aos programadores que estão realizando este trabalho duro.


Contribuam com o desenvolvimento desta ferramenta! O SICG é nosso, é da Cultura, é do Brasil!

Patrimônio Cultural e Extensão Universitária: abertas inscrições para o edital ProExt 2015

Programas e projetos de extensão universitária, propostos por universidades públicas, institutos federais de ciência e tecnologia, centros federais de educação tecnológica e instituições comunitárias poderão receber recursos de até R$ 300 mil para o seu desenvolvimento. É o que determina o edital 2015 do Programa Nacional de Extensão Universitária (ProExt), lançado no último dia 07 de fevereiro, pela Secretaria de Educação Superior (Sesu), do Ministério da Educação (MEC). O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) participa do edital desde 2009, com investimentos de R$ 17 milhões, somente na linha de Preservação do Patrimônio Cultural.
O ProExt é uma ação interministerial, coordenada pelo MEC e desenvolvida em parceria com as instituições públicas de educação superior por meio de programas e projetos de extensão universitária. O programa conta atualmente com 18 parceiros institucionais. A novidade neste ano, é a inclusão, na linha temática de patrimônio, das ações de museologia social, em parceria com a Coordenação de Museologia Social do Ibram.
De acordo com o edital deste ano, podem participar do ProExt as universidades públicas federais, estaduais e municipais, os institutos federais de educação, ciência e tecnologia, os centros federais de educação tecnológica e as instituições comunitárias.
Para a edição 2015, o edital define um aumento do valor dos recursos, que podem ser destinados a programas, com dois anos de duração (até R$ 300 mil), e a projetos, com duração de um ano (RS 100 mil). O edital de 2014 limitava os valores do último a R$ 50 mil e do primeiro a R$ 150 mil. O novo edital também permite a participação das instituições comunitárias, que não participavam nas edições anteriores.
As instituições estão abertas até o dia 28 de março de 2014 para encaminhar as propostas. As inscrições podem ser feitas na página do programa na internet: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12241&Itemid=488

Fonte: Assessoria de Comunicação – IPHAN
comunicacao@iphan.gov.br

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Aberta nova seleção de professores de cursos técnicos no IFF (RJ)

Está aberto o 12º Edital para a seleção de professores de cursos técnicos no Instituto Federal Fluminense (IFF) via Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). Em Quissamã haverá curso técnico de restauro e preservação, com ênfase em madeira.
Há vagas para atuação em Ciência da Conservação PreventivaImaginária Brasileira e Iconografia CristãQuímica Aplicada à Conservação e Restauro ISegurança do Trabalho em Conservação e Restauro e Conservação e Restauro de Estrutura Policromada I. A habilitação exigida depende da área de atuação e deve ser conferida no edital.

As inscrições ocorrem entre os dias 03 e 14 de fevereiro, primeiro pela internet e depois, com entrega de documentos. Os professores selecionados receberão uma Bolsa do Pronatec para ministrar as aulas. O curso, resultado de uma parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), através do Programa de Gestão Integrada do Patrimônio, é uma forma de contribuir para o fortalecimento da preservação patrimonial da região.
Mais informações e editais clique aqui.

Fonte: Chico Cereto
Jornalista/Assessor de Imprensa
Superintendência Iphan/RJ

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Programação Cineclube Estação São Pedro Fevereiro/2014

A programação do mês de fevereiro do Cine está leve e bem humorada, como umas boas férias devem ser! Confira.

Dia 05 - "ESTÔMAGO" (2008, 112 min)
Dia 12 - "O MAIOR AMOR DO MUNDO" (2007, 106 min)
Dia 19 - "COISA DE MULHER" (2005, 97 min)
Dia 26 - "GATÃO DE MEIA IDADE" (2006, 90 min)




As sessões são às QUARTAS-FEIRAS, sempre às 16H, com ENTRADA FRANCA!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Ação entre empresa de transportes e IPHAN-RJ visa conscientizar turistas a preservar pratimônio histórico

Numa inovadora parceria, o IPHAN-RJ, através do Escritório Técnico na Região dos Lagos, e a Auto Viação Salineira, distribuirão até o dia 02 de fevereiro, 40 mil sacolas plásticas oxi-biodegradáveis aos turistas e frequentadores das praias da região. A primeira distribuição ocorreu no sábado (18), na Praia do Forte, em Cabo Frio, área tombada pelo Iphan.

Equipe de distribuição Foto: Ascom Salineira

Além da distribuição das sacolas, os banhistas serão orientados quanto à importância da preservação deste patrimônio. O objetivo da ação é reforçar a conscientização do recolhimento dos resíduos – como palitos de picolé, guimbas de cigarro, embalagens em geral, tampas de garrafa e latas – que são jogados nas areias das praias.

“Sabemos da importância de preservarmos a nossa natureza e o nosso ecossistema. A ideia de firmarmos parceria com o Iphan na Campanha Lixo em Movimento - Operação Praia Limpa foi muito válida para darmos a dimensão e a atenção necessárias que esse tipo de ação merece. Devemos preservar nossas praias e nossa natureza”, disse Phillipe Belo, da assessor de imprensa da Salineira.

A operação Praia Limpa, que integra o Projeto Lixo em Movimento, organizado e realizado pela empresa de transportes, continua hoje (21), e 25 de janeiro na Praia do Forte. Segue para a praia de Geribá (24 e 31 de janeiro), em Búzios. Nos dias 26/01 e 02/02 o trabalho será na Praia Grande, em Arraial do Cabo. E no dia 01 de fevereiro, está previsto para acontecer nas praias do Forte, do Peró e das Conchas, em Cabo Frio.

Praia do Forte no primeira dia de distribuição das sacolas. Foto: Ascom Salineira


“É muito positivo quando empresas privadas tomam a responsabilidade da preservação do patrimônio, principalmente quando é uma contrapartida do uso que elas fazem da cidade”, disse Gabriela Rangel Silgueiro, chefe do ETRL/IPHAN-RJ.

Quem acessar, através do smartphone, o código impresso nas sacolas, terá informações sobre o Convento Nossa Senhora dos Anjos, um dos mais importantes patrimônios históricos de Cabo Frio e do Brasil, também tombado pelo Iphan.

Frente e verso da sacola.


Colaborou: Phillipe Bello